Joe Biden está 14 pontos à frente de Trump em pesquisa NBC News/Wall Street Journal

De acordo com a pesquisa NBC News/Wall Street Journal, Joe Biden (Partido Democrata) tem 53% dos votos, uma vantagem de 14 pontos percentuais sobre Donald Trump na corrida presidencial americana

Joe Biden e Donald Trump
Joe Biden e Donald Trump (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Uma pesquisa feita pela NBC News/Wall Street Journal após o debate eleitoral de terça-feira (29) apontou que o candidato à presidência dos Estados Unidos Joe Biden (Partido Democrata) abriu 14 pontos percentuais sobre o mandatário americano, Donald Trump: 53% a 39%.

Em outro levantamento, Reuters/Ipsos, o democrata também apareceu com larga vantagem sobre o adversário: 51% a 41%. 

Faltando cerca de um mês para a eleição, Biden manteve uma vantagem inicial para garantir o voto popular nacional. Mas para ganhar a presidência, um candidato deve prevalecer em estados suficientes para ganhar o Colégio Eleitoral, e as pesquisas estaduais mostram que Trump é quase tão popular quanto Biden nos estados do campo de batalha.

O presidente americano foi diagnosticado com coronavírus. Não está claro como o diagnóstico dele terá impacto no próximo debate presidencial, que está agendado para 15 de outubro. O primeiro debate vice-presidencial entre a democrata Kamala Harris e o republicano Mike Pence está agendado para quinta-feira (8).

A pesquisa Reuters / Ipsos foi realizada online, em inglês, em todos os Estados Unidos. Foram coletadas respostas de 1.005 adultos nos EUA, incluindo 596 prováveis ​​eleitores.

*Com informações da Reuters

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247