Justiça espanhola suspende extradição de ex-espião da Venezuela para os EUA

O Supremo Tribunal da Espanha comunicou a suspensão da extradição do ex-espião venezuelano Hugo Carvajal para os Estados Unidos

www.brasil247.com -
(Foto: Divulgação)


Sputnik - O Supremo Tribunal da Espanha comunicou, nesta sexta-feira (25), a suspensão da extradição do ex-espião venezuelano Hugo Carvajal para os Estados Unidos.

A decisão da Justiça espanhola levou em conta um documento enviado pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, e "foi acordado suspender a execução da ordem de extradição do arguido, Hugo Armando Carvajal Barrios".

O mesmo tribunal espanhol havia concordado em extraditar Carvajal em outubro passado, depois que lhe foi negado asilo na Espanha, escreve o portal Prensa.

Nos EUA, o ex-chefe da inteligência venezuelana enfrenta acusações de tráfico de drogas. Em 2011, ele foi acusado de coordenar o embarque de 5,6 toneladas de cocaína da Venezuela para o México. O destino da carga final seria, supostamente, os Estados Unidos.

Autoridades norte-americanas acreditam que Carvajal pode fornecer informações sobre alegadas atividades de tráfico drogas do presidente Nicolás Maduro. O líder de Estado venezuelano nega as acusações.

De acordo com a investigação norte-americana, o cartel teria operado em coordenação com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia a partir de 1999.

Carvajal seria encarregado de "fornecer segurança para proteger esses carregamentos de drogas" da Venezuela para os Estados Unidos.

Em uma entrevista em 2019, o ex-militar negou envolvimento com o tráfico de drogas. A batalha judicial envolvendo o ex-espião incluiu inúmeros recursos de Carvajal, e até mesmo sua fuga, já que ele passou mais de vinte meses foragido.

Em 2019, ele rompeu com o governo de Maduro, após apoiar publicamente o opositor Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente da Venezuela em fevereiro do mesmo ano. Em seguida, o general se escondeu na Espanha.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email