Kremlin confirma a disposição de Putin se de reunir com Trump

O governo russo confirmou nesta quarta-feira (28), em Moscou, a disposição do presidente da Rússia, Vladimir Putin, de se reunir com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apesar das graves tensões causadas pelo envenenamento do ex-espião Sergei Skripal e a sua filha no Reino Unido, caso em que Moscou está sendo responsabilizado por Londres

Presidente dos EUA, Donald Trump, e presidente russo, Vladimir Putin, durante cúpula da Apec no Vietnã 11/11/2017 REUTERS/Jorge Silva
Presidente dos EUA, Donald Trump, e presidente russo, Vladimir Putin, durante cúpula da Apec no Vietnã 11/11/2017 REUTERS/Jorge Silva (Foto: Aquiles Lins)

EFE, via Agência Brasil - O governo russo confirmou hoje (28), em Moscou, a disposição do presidente da Rússia, Vladimir Putin, de se reunir com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apesar das graves tensões causadas pelo envenenamento do ex-espião Sergei Skripal e a sua filha no Reino Unido, caso em que Moscou está sendo responsabilizado por Londres.

"Putin está disposto, e a parte russa mostra-se disposta a desenvolver relações mutuamente benéficas e de confiança com todos os países, incluindo os Estados Unidos", disse o porta-voz da presidência russa, Dmitry Peskov, ao responder uma pergunta sobre a disposição do chefe do Estado em se reunir com Trump. As informações são da agência de notícias EFE.

Ao mesmo tempo, Peskov disse que, após a expulsão pelos EUA de 60 diplomatas russos em represália pelo caso Skripal, Moscou não tem "nenhuma informação sobre se a parte americana vai cumprir as palavras do presidente Trump (sobre seu propósito de se encontrar com Putin)".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247