Latino-americanos apresentam recorde de pedidos de asilo na UE

A União Europeia (UE) registrou em fevereiro um recorde de pedidos de asilo de latino-americanos desde 2014, quando os dados começaram a ser compilados, informou o Escritório Europeu de Apoio ao Asilo (Easo); foram 57 mil pedidos de proteção nos países da UE, além de Suíça e Noruega; com 3.995 pedidos, os venezuelanos se tornaram o segundo maior grupo de requisitantes, atrás dos sírios (5.393)

Latino-americanos apresentam recorde de pedidos de asilo na UE
Latino-americanos apresentam recorde de pedidos de asilo na UE (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

247- A União Europeia (UE) registrou em fevereiro um recorde de pedidos de asilo de latino-americanos desde 2014, quando os dados começaram a ser compilados, informou nesta segunda-feira (15) o Escritório Europeu de Apoio ao Asilo (Easo). Foram 57 mil pedidos de proteção nos países da UE, além de Suíça e Noruega. Com 3.995 pedidos, os venezuelanos se tornaram o segundo maior grupo de requisitantes, atrás dos sírios (5.393). A taxa de aceitação dos pedidos de proteção feitos por venezuelanos foi de 48% nos últimos seis meses.

No caso dos colombianos, houve 1.973 pedidos (recorde), 731 de El Salvador, 616 da Nicarágua, 592 de Honduras, 351 do Haiti, 323 do Peru, 112 de Cuba e 73 da Guatemala. As informações foram publicadas pela Agência AFP.

Segundo o órgão, "os pedidos de colombianos alcançaram um recorde em fevereiro, mais do triplo do número de pedidos em comparação com o ano anterior, e se converteram na décima nacionalidade com mais solicitações".

 

 

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247