Líder de grupo de extrema direita dos EUA é preso por queimar bandeira de movimento negro

O líder do grupo americano de extrema direita Proud Boys foi preso nesta segunda-feira (4) em Washington por queimar uma bandeira do movimento antirracista Black Lives Matter

Manifestação contra a injustiça racial em Washington 28/08/2020
Manifestação contra a injustiça racial em Washington 28/08/2020 (Foto: REUTERS/Tom Brenner)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - As tenções envolvendo ataques racistas crescem nos EUA. Reportagem do jornal Folha de S.Paulo revela que o líder do grupo americano de extrema direita Proud Boys foi preso nesta segunda-feira (4) em Washington por queimar uma bandeira do movimento antirracista Black Lives Matter, roubada de uma igreja durante protestos ocorridos em dezembro.

A reportagem ainda indica que a prisão de Enrique Tarrio ocorre enquanto a capital estadunidense se prepara para as manifestações favoráveis e contrárias à certificação, pelo Congresso americano, da vitória eleitoral de Joe Biden. A sessão está marcada para esta quarta-feira (6).

Tarrio foi detido pelas autoridades pouco depois de chegar a Washington vindo de Miami, onde mora, sob acusação de destruir a propriedade da Igreja Metodista de Asbury, 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email