Líder supremo do Irã, aiatolá Khamenei ordenou que a verdade fosse revelada

Os militares iranianos confirmaram em um comunicado, na emissora de TV estatal, que o avião foi derrubado involuntariamente enquanto voava próximo de uma instalação militar. O comunicado também diz que as partes envolvidas serão responsabilizadas judicialmente

(Foto: Anadolu Agency)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputinik – O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei foi informado ontem (10) sobre o disparo acidental que causou a queda do avião da companhia aérea Ukraine International Airlines.

Logo em seguida, ele realizou uma reunião com os principais órgãos de segurança, onde ordenou que a informação fosse anunciada publicamente.

Os militares iranianos confirmaram em um comunicado, na emissora de TV estatal, que o avião foi derrubado involuntariamente enquanto voava próximo de uma instalação militar. O comunicado também diz que as partes envolvidas serão responsabilizadas judicialmente.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247