CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Líder venezuelano quer processar jornais estrangeiros

O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o governista Diosdado Cabello, anunciou que abrirá processos na Espanha e nos Estados Unidos contra jornais que o vincularam com o narcotráfico; "Não é possível que a imprensa faça isso, que desqualifique alguém sem apresentar nenhuma prova", afirmou Cabello, durante em entrevista a TVs locais; "Irei até o fim com este processo [...]. Não farei concessões", acrescentou

Imagem Thumbnail
O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o governista Diosdado Cabello, anunciou que abrirá processos na Espanha e nos Estados Unidos contra jornais que o vincularam com o narcotráfico; "Não é possível que a imprensa faça isso, que desqualifique alguém sem apresentar nenhuma prova", afirmou Cabello, durante em entrevista a TVs locais; "Irei até o fim com este processo [...]. Não farei concessões", acrescentou (Foto: Leonardo Lucena)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o governista Diosdado Cabello, anunciou que abrirá processos na Espanha e nos Estados Unidos contra jornais que o vincularam com o narcotráfico.

"Não é possível que a imprensa faça isso, que desqualifique alguém sem apresentar nenhuma prova", afirmou Cabello, neste domingo (31), durante em entrevista a TVs locais. "Irei até o fim com este processo [...]. Não farei concessões", acrescentou.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cabello já processou 22 diretores de mídia venezuelana por repercutir o relato de um de seus ex-guarda-costas que acusou o parlamentar acusou de comandar um cartel de tráfico de cocaína dentro das Forças Armadas do seu país.

O relato de Leamsy Salazar, que vive sob proteção dos EUA, foi inicialmente publicado em janeiro pelo jornal "ABC", da Espanha.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O jornal americano "The Wall Street Journal" informou, no mês passado, que a Justiça dos EUA investiga supostos vínculos de Cabello e altos funcionários de Caracas com o narcotráfico. Após a denúncia, a oposição venezuelana passou a cobrar que a Justiça nacional investigue Cabello.

Além do "ABC" e do "WSJ", ainda não se sabe seriam alvo de processo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO