Liga Árabe adverte sobre guerra civil na Síria

O aviso foi feito pelo secretrio-geral do grupo nesta sexta-feira, quando foras de segurana do pas fizeram mais disparos contra milhares de pessoas

Liga Árabe adverte sobre guerra civil na Síria
Liga Árabe adverte sobre guerra civil na Síria (Foto: REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O secretário-geral da Liga Árabe, Nabil Elaraby, advertiu nesta sexta-feira que a Síria pode estar se encaminhando para uma guerra civil. Também nesta sexta-feira, forças de segurança sírias fizeram mais disparos contra milhares de pessoas que foram para as ruas em apoio aos militares desertores que mudaram de lado para tentar derrubar o presidente Bashar Assad.

Durante os 10 meses de levante, a maior parte da violência teve origem em atos das forças de segurança que atiraram contra manifestantes desarmados. Mas nos últimos meses soldados desertores têm atacado integrantes do Exército sírio e alguns membros da oposição pegaram em armas contra o regime, aumentando ainda mais a violência.

Mas Assad parece manter um firme controle do poder, apesar da crescente pressão internacional para que interrompa a repressão e deixe o cargo. Elaraby disse à Associated Press que o regime de Assad não está cumprindo ou está cumprindo parcialmente o plano da Liga Árabe assinado no mês passado para encerrar a repressão.

"Estamos muito preocupados porque há certos compromissos que não foram cumpridos", disse ele, no Cairo, onde fica a sede da Liga. "Se isso continuar a acontecer, pode virar uma guerra civil."A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que mais de 5 mil pessoas foram mortas desde o início do levante, em março. As informações são da Associated Press.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email