Londres com medo: violência cancela partida entre Inglaterra e Holanda

Jogo estava marcado para amanh no estdio de Wembley; 70 mil ingressos j haviam sido vendidos

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A onda de violência que tomou conta de Londres nos últimos dias causou o cancelamento do amistoso entre Inglaterra e Holanda, que seria disputado nesta quarta-feira, no Estádio de Wembley, na capital inglesa.

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) confirmou nesta terça que o duelo precisou ser cancelado por causa do momento tenso vivido em Londres. "É com pesar que o amistoso de amanhã (quarta) com a Holanda em Wembley foi cancelado", afirmou a entidade em um breve comunicado oficial.

A decisão foi anunciada antes de a seleção holandesa viajar a Londres para o amistoso, para o qual já haviam sido vendidos cerca de 70 mil ingressos. "Nós seguiremos na Holanda. É uma pena", lamentou Monique Kessel, porta-voz da Associação Holandesa de Futebol.

Em seguida, a entidade holandesa destacou que "os distúrbios em Londres são tais que toda capacidade disponível da polícia foi reservada para eles" e que "tendo em vista que um grande evento como um amistoso internacional em Wembley requer policiamento, foi decidido por não deixar que ele seja disputado".

Os protestos em Londres começaram depois da morte de Mark Duggan. Ele foi morto por policiais, na quinta-feira, em Tottenham, depois de ser abordado em um táxi por uma unidade da polícia que investiga crimes a mão armada naquele bairro. Na última segunda-feira, em um dos momentos mais tensos da onda de distúrbios, um prédio foi incendiado no sul de Londres. Mais de 200 pessoas já foram presas na cidade.

Além do atentado contra o prédio, jovens manifestantes já cometeram atos de vandalismo contra carros, incendiaram lixeiras saquearam lojas e atacaram até policiais com garrafas e fogos de artifício.

Indignado com o quadro crítico vivido em Londres, Wayne Rooney, atacante da seleção inglesa e do Manchester United, fez um apelo para pedir pelo fim da violência na cidade. "Isso é vergonhoso para o nosso país. Por favor, parem", escreveu o jogador, por meio de sua página no Twitter.

O defensor Rio Ferdinand, outro astro da seleção inglesa, descreveu a escalada da violência em Londres como "loucura" e questionou se soldados não deveriam ser colocados nas ruas de Londres para contê-la.

Por causa dos distúrbios, três jogos da Copa da Liga Inglesa que estavam marcados para esta terça-feira também foram cancelados. O West Ham, time do leste londrino que receberia o Aldershot em um dos confrontos, disse que a polícia informou que "todos os grandes eventos públicos em Londres deveriam ser reorganizados". Já no sul de Londres, os duelos entre Charlton e Reading e do Crystal Palace contra o Crawley também foram adiados.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email