Lula pede a Maduro que dialogue com “todos os democratas”

Em carta enviada ao presidente da Venezuela no último dia 5, por um ano da morte do antecessor e padrinho político, Hugo Chávez, o ex-presidente Lula lembrou onda de violência que toma o país e disse que é necessário o "diálogo com todos os democratas que querem o melhor para o povo"; segundo o petista, "só assim a Venezuela realizará o sonho de uma sociedade justa, fraterna e igualitária"

Em carta enviada ao presidente da Venezuela no último dia 5, por um ano da morte do antecessor e padrinho político, Hugo Chávez, o ex-presidente Lula lembrou onda de violência que toma o país e disse que é necessário o "diálogo com todos os democratas que querem o melhor para o povo"; segundo o petista, "só assim a Venezuela realizará o sonho de uma sociedade justa, fraterna e igualitária"
Em carta enviada ao presidente da Venezuela no último dia 5, por um ano da morte do antecessor e padrinho político, Hugo Chávez, o ex-presidente Lula lembrou onda de violência que toma o país e disse que é necessário o "diálogo com todos os democratas que querem o melhor para o povo"; segundo o petista, "só assim a Venezuela realizará o sonho de uma sociedade justa, fraterna e igualitária" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com Opera Mundi - O ex-presidente Lula ressaltou ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, a importância de se manter um diálogo com "todos os democratas". A frase consta em uma carta enviada pelo petista a Maduro no último dia 5, em memória de Hugo Chávez, morto há um ano. A mensagem lembra o momento pelo qual passa a Venezuela nesse aniversário, quando, após um protesto opositor terminar com três mortos e dezenas de feridos, uma onda de violência começou. Desde 12 de fevereiro, 18 pessoas foram mortas em episódios relacionados com as manifestações.

Lula lembra que "sempre estivemos juntos nas batalhas por uma América Latina mais justa e soberana, pela integração de nossas nações, pela construção de um continente independente e democrático". Chávez, diz Lula, "era um grande amigo, um irmão de lutas e sonhos", que "saiu de cena demasiadamente jovem", mas cujo legado "será eterno".

"Não tenho dúvidas, companheiro Maduro, que esse corpo de ideias e experiência constitui o guia de conduta de vosso governo e do povo venezuelano, nesse momento delicado da história", lembrando que é necessário o "diálogo com todos os democratas que querem o melhor para o povo". Finaliza Lula: "só assim, a Venezuela realizará o sonho de uma sociedade justa, fraterna e igualitária".

O presidente do PT, Rui Falcão, também assinou uma carta em memória ao antecessor. "Chávez sempre será lembrado como um exemplo para os que lutam por mudanças na vida política e mais democracia e justiça social para o povo", escreveu ele. Além disso, afirma, o falecido presidente "lutou para que todos tivessem o direito de se expressar politicamente de forma livre".

Falcão faz referência à recente onda de violência na Venezuela. De acordo com o PT, a união latino-americana é necessária "sobretudo nesse momento no qual a Venezuela e a Revolução Bolivariana estão sob fortes ataques de golpistas, com o apoio dos grandes veículos locais e internacionais".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email