Lula volta atrás e diz que Putin corre risco de ser preso se vier ao Brasil

Presidente Lula disse que Putin será convidado para as reuniões do G20, mas não descartou que ele pode ser preso devido ao mandado do TPI

Lula e Vladimir Putin
Lula e Vladimir Putin (Foto: Ricardo Stuckert | Sputnik/Mikhail Klimentyev/Kremlin)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Meses após garantir que o presidente russo, Vladimir Putin, não seria preso se visitasse o Brasil, em decorrência de um mandado de prisão expedido pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) contra o líder russo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou atrás, e alertou Putin sobre os riscos de visitar o Brasil. 

Lula disse durante coletiva de imprensa na Alemanha nesta segunda-feira (4) que o Brasil convidará Putin para as reuniões do G20 em 2024, mas ressaltou que "ele tem um processo" e "tem que aferir as consequências".

continua após o anúncio

"O Putin vai ser convidado. Se ele vai ou não... Ele tem um processo, ele tem que aferir as consequências. Não sou eu que posso dizer. É uma decisão judicial, e um presidente da República não julga as decisões judiciais. Ele cumpre ou não cumpre", afirmou Lula.

"E se ele comparecer, ele sabe o que vai acontecer. Pode acontecer e não pode acontecer. Ele [a Rússia] não faz parte desse tribunal, os Estados Unidos também não. O Brasil é, o Brasil é signatário", disse.

continua após o anúncio

Lula havia dito em 9 de setembro que Putin não corria risco de ser preso caso viajasse ao Brasil. O Brasil assumiu a presidência do G20 na última sexta-feira. 

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247