Maduro apela aos venezuelanos a estarem prontos para guerra

"Esta é uma guerra do império dos EUA contra a felicidade social, econômica e política de nosso povo, e os derrotaremos com unidade, estudo e trabalho, por amor à Pátria", escreveu o presidente venezuelano na sua conta no Twitter

Maduro apela aos venezuelanos a estarem prontos para guerra
Maduro apela aos venezuelanos a estarem prontos para guerra
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputinik – O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, apelou aos venezuelanos a estarem prontos para uma batalha contra os EUA, após estes ameaçarem sancionar os Comitês Locais de Abastecimento e Produção (CLAP).

"Esta é uma guerra do império dos EUA contra a felicidade social, econômica e política de nosso povo, e os derrotaremos com unidade, estudo e trabalho, por amor à Pátria", escreveu o presidente venezuelano na sua conta no Twitter.

Anteriormente, o governo dos EUA ameaçou impor sanções contra o programa alimentar do CLAP.

O CLAP é um programa do governo venezuelana criado para lidar com a falta de alimentos e distribuir produtos da cesta básica nas comunidades, a baixo custo.

A Venezuela tem lidado com uma grave crise política, com o líder da oposição, Juan Guaidó, tendo se proclamado presidente interino do país em 23 de janeiro.

Os EUA e vários países da Europa e América Latina, inclusive o Brasil, reconheceram Guaidó como presidente interino do país.

A Rússia, China, Cuba, Bolívia, Nicarágua, Turquia, México, Irã e muitos outros países manifestaram seu apoio a Maduro como presidente legítimo e exigiram que os outros países respeitem o princípio de não interferência nos assuntos internos venezuelanos.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247