Maduro: Capriles quer manchar com violência e sangue uma vitória cantada

Presidente interino da Venezuela repudiou declarações feitas pelo candidato da oposição, que acusou chavismo de usar a morte de Hugo Chávez

Maduro: Capriles quer manchar com violência e sangue uma vitória cantada
Maduro: Capriles quer manchar com violência e sangue uma vitória cantada
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Opera Mundi - O presidente interino da Venezuela e candidato oficialista à eleição presidencial de 14 de abril, Nicolás Maduro, respondeu às declarações feitas por Henrique Capriles poucos minutos após o opositor anunciar sua candidatura. “Quer manchar com violência, sangue e morte uma vitória cantada”, afirmou Maduro, emendando: “Juramos por Chávez e pelo nosso povo que jamais voltarão”, em referência à elite venezuelana. Capriles acusou Maduro e o resto da administração chavista de usar “o corpo do presidente para fazer campanha política”, além de questionar a data da morte de Hugo Chávez.

Maduro qualificou as acusações como “reprováveis, deploráveis” e afirmou que o “candidato perdedor” – Capriles perdeu para Chávez na eleição de 7 de outubro de 2012 –, “que tanto desprezou o presidente Chávez, saiu hoje [domingo], sob os efeitos do ódio, do desespero e com um objetivo muito claro”.

“Por que sai como um louco, enlouquecido de ódio, para justificar a derrota segura que vai receber? O faz porque tem um cálculo, queridos compatriotas. Já dissemos por diversas vezes: estão provocando com a sensibilidade do nosso povo para provocar violência”, continuou Maduro.

Segundo ele, o que a oposição quer é “destruir a paz da República, para jogá-la ao caos, estão lançando ao povo um dardo envenenado”. Maduro disse que a população venezuelana “não pode se deixar que a alma seja envenenada”, complementando que, “se não puderam com o comandante, nem o mundo, nem aqui, não poderá com a revolução.”

O candidato do chavismo à eleição presidencial pediu calma: “Frente ao ódio, amor sublime. Frente à tentativa de violência, paz e unidade. É o que pedimos a todo o país. O que esse candidato perdedor fez é a declaração mais infame e irresponsável que nós poderíamos esperar nesse momento de dor”. Para Maduro, Capriles “mostrou sua verdadeira cara, seu ódio é o ódio daqueles com apelidos, dessa oligarquia.”

Maduro informou que a família de Chávez poderá entrar com ações judiciais contra Capriles, para “defender a honra e a memória do líder socialista das graves ofensas que foram lançados sobre a vida e o momento da morte do comandante”.

Capriles

A tônica do discurso do candidato opositor foi estabelecer um antagonismo entre Chávez e Maduro, a quem acusou de ter orquestrado os recentes acontecimentos referentes à morte do presidente. “Quem sabe quando morreu Chávez?”, perguntou, insinuando que o presidente já havia falecido antes de 5 de março. “Vocês utilizam o corpo do presidente para fazer campanha política. Tinham tudo friamente calculado”, disse.

Ele também questionou a autenticidade dos decretos assinados por Chávez durante o período de tratamento, após ser submetido a uma cirurgia contra um câncer na região pélvica. Além disso, Capriles colocou em dúvida as demonstrações de emoção pela morte do presidente tanto por parte de Maduro como de outros membros do governo chavista.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247