Maduro muda comando do Exército após risco de motim militar

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, nomeou um novo ministro da Defesa, Vladimir Padrino López, e anunciou a destituição do comandante do Exército, Jesús Suárez Chourio

Maduro
Maduro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputinik – O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, nomeou um novo ministro da Defesa, Vladimir Padrino López, e anunciou a destituição do comandante do Exército, Jesús Suárez Chourio.

Para ocupar o seu lugar, o líder venezuelano nomeou Alexis Rodríguez Cabello.

"Quero anunciar, agradecer ao major-general Suárez Chourio, por ter cumprido dois anos intensos como comandante geral do Exército [...]", disse o chefe de Estado, informando que Suárez Chourio terá novas e importantes responsabilidades.

Durante a cerimônia de promoções militares transmitida pelo canal estatal venezuelano de televisão, o líder destacou a necessidade de renovar ao máximo a instituição e o comando das Forças Armadas nacionais.

Maduro anunciou que o general Fabio Zavarse ocupará o cargo de comandante da Guarda Nacional, substituindo Richard López Vargas.

Da mesma forma, observou que Carlos Leal Tellería será mantido como ministro da Agricultura, mas deixaria de ocupar o cargo de comandante geral das milícias, dando lugar ao general Gregorio Bernal Martínez.

Estas mudanças ocorrem pouco mais de dois meses após a tentativa de motim contra Maduro.

Durante a cerimônia, Maduro apelou novamente à união cívico-militar e destacou o papel anti-imperialista das Forças Armadas da Venezuela.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email