Maduro prende militares por conspiração

O presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou ao alto comando militar que os integrantes da Força Armada Nacional Venezuelana (FANB) assinem um documento de “lealdade”, porque teria sido descoberta uma conspiração de vários militares para impedir as eleições de domingo, informa o Diário de Caracas

O presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou ao alto comando militar que os integrantes da Força Armada Nacional Venezuelana (FANB) assinem um documento de “lealdade”, porque teria sido descoberta uma conspiração de vários militares para impedir as eleições de domingo, informa o Diário de Caracas
O presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou ao alto comando militar que os integrantes da Força Armada Nacional Venezuelana (FANB) assinem um documento de “lealdade”, porque teria sido descoberta uma conspiração de vários militares para impedir as eleições de domingo, informa o Diário de Caracas (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, ordenou ao alto comando militar que os integrantes da Força Armada Nacional Venezuelana (FANB) assinem um documento de “lealdade”, porque teria sido descoberta uma conspiração de vários militares para impedir as eleições de domingo, informa o Diário de Caracas.

Segundo Maduro, a conspiração foi financiada e dirigida pela Colômbia, com apoio do governo dos Estados Unidos com o propósito de “dividir a FANB”. “Todos os responsáveis por haver-se vendido aos traidores estão presos” disse Maduro.

O presidente afirmou que a FANB é “chavista” e “bolivariana” e que “não se aceita aqui nenhum vestígio de colonialismo ou neo-colonialismo, é uma Força Armada antiimperalista”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247