Manuel Castells: Lula é claramente um preso político

O sociólogo espanhol Manuel Castells fez duras críticas ao impeachment de Dilma Rousseff, à judicialização da política pela Lava Jato, à prisão política de Lula e ao governo atual de Temer; "a judicialização da política elimina a separação de poderes, que era a base da democracia liberal", condena o sociólogo, que acrescenta: "Lula é claramente um preso político"

Manuel Castells: Lula é claramente um preso político
Manuel Castells: Lula é claramente um preso político
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista à revista IstoÉ, o sociólogo espanhol Manuel Castells fez duras críticas ao impeachment de Dilma Rousseff, à judicialização da política pela Lava Jato, à prisão política de Lula e ao governo atual de Temer. 

As declarações foram dadas em entrevista por escrito à reportagem da IstoÉ, que divulgou a íntegra nesta sexta-feira (13). Apesar de não ter como destaque na introdução da matéria, Castells também criticou a Operação Lava Jato, na medida em que "a judicialização da política elimina a separação de poderes, que era a base da democracia liberal".

 "Ela é a causa principal da crise institucional. Ela acontece em muitos países, mas, no Brasil, é muito mais brutal e mais direta, com objetivos diretamente políticos da parte do poder judicial", denunciou o sociólogo espanhol.
 
Á revista IstoÉ o cientista social afirmou que "Lula é claramente um preso político. Isso porque, mesmo que o PT seja corrupto (embora menos que os outros partidos), ele não estava pessoalmente na corrupção, e acabou caindo num armadilha que lhe prepararam."
 
 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247