Maradona sai em defesa da taxação das grandes fortunas: “Eu sei o que é não ter o que comer”

O craque saiu em defesa da proposta do governo argentino, que enviou ao Congresso um projeto de lei que pretende arrecadar cerca de R$ 300 bilhões de pesos através de um imposto extraordinário sobre grandes fortunas

Maradona e Alberto Fernández
Maradona e Alberto Fernández (Foto: Reprodução/Instagram | Casa Rosada)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O ex-jogador de futebol Diego Maradona, que também é conhecido por sua defesa do campo progressista, fez uma postagem em suas redes sociais defendendo a taxação  das grandes fortunas na Argentina, que enfrenta uma crise econômica em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Em postagem, o craque disse: “Peço a Deus que aprove a lei de contribuição solidária das grandes fortunas. Porque, neste momento de crise, precisamos da ajuda de quem tem mais. Eu perdi meu cunhado para a covid e sei o que é não poder despedir um ente querido. Eu sei o que é não ter que comer. É por isso que estou à sua disposição, presidente Alberto Fernández. VAMOS ARGENTINA!!!”. 

A fala de Maradona segue a linha da proposta do governo argentino, que enviou ao Congresso um projeto de lei que pretende arrecadar cerca de R$ 300 bilhões de pesos através de um imposto extraordinário sobre grandes fortunas . 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email