May expressa a Trump "profunda preocupação" com tarifas do aço

Primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, expressou a Donald Trump sua "profunda preocupação" com a intenção do presidente dos EUA de impor tarifas às importações de aço e alumínio no seu país; "A primeira-ministra mencionou a nossa profunda preocupação com o anúncio do presidente sobre tarifas sobre o aço e o alumínio, e mencionou que uma ação multilateral é a única forma de resolver o problema do excesso de capacidade", afirmou uma porta-voz; Trump anunciou há poucos dias a sua intenção de impor tarifas de 25% sobre as importações de aço e de 10% sobre as de alumínio

Britain's Prime Minister Theresa May (L) reads a joint statement with her Indian counterpart Narendra Modi (unseen) at Hyderabad House in New Delhi, India, November 7, 2016. REUTERS/Adnan Abidi
Britain's Prime Minister Theresa May (L) reads a joint statement with her Indian counterpart Narendra Modi (unseen) at Hyderabad House in New Delhi, India, November 7, 2016. REUTERS/Adnan Abidi (Foto: Paulo Emílio)

Agência Brasil - A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, expressou neste domingo a Donald Trump sua "profunda preocupação" com a intenção do presidente dos Estados Unidos de impor tarifas às importações de aço e alumínio no seu país, informou Downing Street.

"A primeira-ministra mencionou a nossa profunda preocupação com o anúncio do presidente sobre tarifas sobre o aço e o alumínio, e mencionou que uma ação multilateral é a única forma de resolver o problema do excesso de capacidade", afirmou uma porta-voz de Downing Street.

O diretor da UK Steel, a associação britânica do setor siderúrgico, Richard Warren, advertiu na sexta-feira que a alta das tarifas pode ter "impacto" na economia do Reino Unido.

Trump anunciou há poucos dias a sua intenção de impor tarifas de 25% sobre as importações de aço e de 10% sobre as de alumínio, o que causou preocupação na comunidade internacional.

Segundo dados do Governo britânico, a indústria do aço gerou 1,6 bilhão de libras no ano de 2016, o que representa 0,1% da economia do Reino Unido.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247