CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Mineiros sul-africanos têm reajuste salarial

Acordo coloca fim a mais de um mês de protestos que levaram à morte de pelo menos 45 pessoas

Mineiros sul-africanos têm reajuste salarial (Foto: SIPHIWE SIBEKO/Reuters)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Sul 21 - Os trabalhadores em greve na cidade sul-africana de Marikana entraram em acordo nesta terça-feira (18) com a companhia de mineração Lomnin, colocando fim a mais de um mês de protestos que levaram à morte de pelo menos 45 pessoas.

O sindicato dos mineiros aceitou a oferta de aumento salarial de 22%, embora seja abaixo do que revindicavam. A Lomnin argumentou que teria de demitir centenas de funcionários se acatasse os pedidos dos grevistas. Com a mudança os trabalhadores passarão a receber 6,5 mil rand (1,6 mil reais) a mais em sua renda mensal.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O acordo põe fim a greve dos operários, que devem voltar ao trabalho na próxima segunda-feira (20), aliviando a pressão sob a Lomnin, cuja produção despencou nas últimas semanas.

A luta trabalhista dos mineiros da empresa ficou conhecida mundialmente depois que a polícia sul-africana abriu fogo contra milhares de trabalhadores no dia 16 de agosto deste ano. Pelo menos 45 operários morreram e dezenas ficaram feridos em decorrência da repressão.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO