Ministro da Justiça do Irã propõe criar 'clube de países sob sanções'

Os Estados que sofrem sanções ocidentais podem coordenar suas políticas dentro do clube com o objetivo de proteger sua soberania e lei, disse o membro do governo iraniano

O ministro da Justiça do Irã, Amin Hossein Rahimi
O ministro da Justiça do Irã, Amin Hossein Rahimi (Foto: IP)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

SÃO PETERSBURGO, 12 de maio (Sputnik) - O ministro da Justiça do Irã, Amin Hossein Rahimi, propôs na sexta-feira a criação de uma alternativa ao sistema de pagamento SWIFT e o estabelecimento de um "clube de sanções", que poderia ser uma plataforma para os países discutirem medidas para conter a pressão de sanções do Ocidente .

"Os países que sofreram sanções precisam criar um 'clube de sanções' e desenvolver mecanismos legais relevantes desse clube... Claro que precisamos nos livrar do dólar como moeda internacional. Temos que substituir o dólar por nossas moedas nacionais. Isso poderia realmente ser implementado. Por outro lado, podemos criar um sistema de transferência de mensagens financeiras em vez de SWIFT", disse Rahimi nos bastidores do 11º Fórum Jurídico Internacional de São Petersburgo, na Rússia.

O "clube de sanções" poderia unir os países em seus esforços para conter a pressão de sanções do Ocidente, segundo o ministro.

Os Estados que sofrem sanções ocidentais podem coordenar suas políticas dentro do clube com o objetivo de proteger sua soberania e lei, acrescentou Rahimi.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247