Movimentos sociais marcham até La Paz contra golpe sob gritos de “guerra civil” na Bolívia

Marchas para a capital do país se intensificam mesmo com a repressão do Exército. Indígenas e cocaleiros denunciam o aspecto racista do golpe e falam em guerra civil para derrubar os golpistas Camacho e Mesa

(Foto: Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Os movimentos sociais bolivianos seguem mobilizando uma grande marcha até a capital do país, La Paz, nesta segunda-feira (11). A renúncia de Evo Morales provocada pelas pressões das forças golpistas e as reações racistas promovidas pela extrema direita após a consumação do golpe, gerou uma forte indignação nas camadas populares, que prometem retomar o país. As Forças Armadas, no entanto, já estão nas ruas.

“Agora sim, guerra Civil” é o grito que pode ser escutado em marchas promovidas pelos manifestantes, que partem da cidade de El Alto para La Paz, com o objetivo de impedir a consolidação do golpe comandado pela direita com apoio dos militares.

Leia mais na Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247