Nancy Pelosi pede que Pentágono proíba Trump de apertar o botão nuclear

"Esta manhã (8) falei com o chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, Mark Milley, a fim de discutir as precauções disponíveis para impedir que um presidente instável inicie hostilidades militares ou tenha acesso aos códigos de lançamento e ordene um ataque nuclear", escreveu ela

Speaker of the House Nancy Pelosi (D-CA) walks after speaking about the ongoing partial government shutdown on Capitol Hill in Washington, U.S., January 3, 2019.      REUTERS/Joshua Roberts
Speaker of the House Nancy Pelosi (D-CA) walks after speaking about the ongoing partial government shutdown on Capitol Hill in Washington, U.S., January 3, 2019. REUTERS/Joshua Roberts (Foto: JOSHUA ROBERTS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik – Em uma carta endereçada aos legisladores do Partido Democrata, Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, salientou a sua recente conversa com o principal general do Pentágono, em que discutiu a necessidade de impedir o presidente Donald Trump de tomar qualquer decisão militar.

"Esta manhã (8) falei com o chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, Mark Milley, a fim de discutir as precauções disponíveis para impedir que um presidente instável inicie hostilidades militares ou tenha acesso aos códigos de lançamento e ordene um ataque nuclear", lê-se na carta publicada no site de Pelosi.

A presidente da Câmara foi mais longe alegando que "a situação deste presidente desequilibrado não poderia ser mais perigosa", exortando os seus colegas "para fazer tudo o que pudermos para proteger o povo americano de seu ataque desequilibrado ao nosso país e à nossa democracia". O Pentágono ainda não se pronunciou sobre o assunto.

A carta surge logo após Pelosi dizer aos jornalistas que ela conversaria com Chuck Schumer, o líder democrata do Senado, e pediria ao vice-presidente Mike Pence para afastar Trump do poder "invocando imediatamente a 25ª emenda".

A 25ª emenda da Constituição dos EUA permite ao vice-presidente iniciar um processo de remoção do chefe do Executivo, caso este não cumpra suas funções oficiais.

Anteriormente Philip Giraldi, ex-funcionário da CIA e diretor do Conselho de Interesse Nacional, disse que o atual presidente Donald Trump pode ser afastado do cargo antes da posse de Joe Biden para evitar o risco de uma guerra contra o Irã.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247