Navio iraniano fura bloqueio dos EUA e chega à Venezuela

O Irã tem enviado seus navios-tanque com combustível à Venezuela, pago com ouro, transportando em seguida o petróleo venezuelano para outros países

(Foto: Ejército Bolivariano)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Sputnik Brasil - Um navio iraniano chegou ao porto venezuelano de La Guaira, segundo a agência de notícias Reuters, que cita dados da Refinitiv Eikon.

A mídia britânica observa que a aliança comercial entre os dois países continua, após a chegada do navio de carga Golsan, de bandeira iraniana, propriedade da empresa Mosakhar Darya Shipping Co, que saiu do Irã no final de novembro, chegando à Venezuela no dia 7 de janeiro.

"Parece ser uma continuação da aliança comercial entre os dois países que são alvo das sanções norte-americanas", comenta a mídia.

Em julho, o navio Golsan atracou neste mesmo porto com um carregamento de alimentos , e posteriormente, retornou ao Irã com pó de alumínio, substância usada na produção de alumínio.

O Irã tem enviado seus navios-tanque com combustível à Venezuela, pago com ouro, transportando em seguida petróleo venezuelano para outros países.

Tanto o Irã quanto a Venezuela são alvos de sanções dos EUA. Em janeiro de 2019, Washington proibiu as empresas norte-americanas de realizar transações com a empresa Petróleos da Venezuela.

Em 2020, Washington puniu a Rosneft, da Rússia, e outras quatro empresas estrangeiras por realizarem negócios com a companhia Petróleos da Venezuela. Contudo, o Irã, que há muito tempo é alvo da pressão econômica norte-americana e do embargo de armas, intensificou seus laços com os venezuelanos, desafiando as sanções dos EUA.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247