"Ninguém liga para nós", lamenta jovem afegã em meio a chegada do Talibã (vídeo)

As pessoas “vão morrer lentamente na história”, diz a jovem enquanto enxuga as lágrimas

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - Em meio a tomada do poder do Afeganistão pelo grupo armado Talibã, uma jovem compartilhou seu desespero em um vídeo divulgado por uma jornalista iraniana Masih Alinejad neste fim de semana.

A moça questiona o valor da população de seu país em relação ao restante do mundo: "nós não contamos porque nascemos no Afeganistão”. Ela ainda afirma que as pessoas “vão morrer lentamente na história”.

"Não posso ajudar chorando, preciso enxugar minhas lágrimas para gravar esse vídeo. Ninguém liga para nós. Vamos morrer lentamente na história. Isso não é engraçado?”, diz a jovem enquanto enxuga as lágrimas.

Por Michelle Nichols (Reuters) - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) pediu o estabelecimento, por meio de negociações, de um novo governo no Afeganistão que seja "unido, inclusivo e representativo, inclusive com a participação plena, igualitária e significativa das mulheres".

O órgão de 15 membros, que se reuniu para debater sobre o Afeganistão nesta segunda-feira, também pediu o fim imediato das hostilidades e abusos dos direitos humanos e para que todas as partes permitam o acesso humanitário imediato, seguro e desimpedido.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247