"Ninguém liga para nós", lamenta jovem afegã em meio a chegada do Talibã (vídeo)

As pessoas “vão morrer lentamente na história”, diz a jovem enquanto enxuga as lágrimas

(Foto: Reprodução)


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Em meio a tomada do poder do Afeganistão pelo grupo armado Talibã, uma jovem compartilhou seu desespero em um vídeo divulgado por uma jornalista iraniana Masih Alinejad neste fim de semana.

A moça questiona o valor da população de seu país em relação ao restante do mundo: "nós não contamos porque nascemos no Afeganistão”. Ela ainda afirma que as pessoas “vão morrer lentamente na história”.

continua após o anúncio

"Não posso ajudar chorando, preciso enxugar minhas lágrimas para gravar esse vídeo. Ninguém liga para nós. Vamos morrer lentamente na história. Isso não é engraçado?”, diz a jovem enquanto enxuga as lágrimas.

Por Michelle Nichols (Reuters) - O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) pediu o estabelecimento, por meio de negociações, de um novo governo no Afeganistão que seja "unido, inclusivo e representativo, inclusive com a participação plena, igualitária e significativa das mulheres".

O órgão de 15 membros, que se reuniu para debater sobre o Afeganistão nesta segunda-feira, também pediu o fim imediato das hostilidades e abusos dos direitos humanos e para que todas as partes permitam o acesso humanitário imediato, seguro e desimpedido.

continua após o anúncio

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

continua após o anúncio

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247