Nos EUA, Murdoch ataca o “maconheiro Obama”

Depois de ser acossado na Inglaterra, magnata Rupert Murdoch exibe sua face política nos Estados Unidos, onde seu jornal The Daily publicou extensa reportagem sobre o suposto apreço de Barack Obama pela cannabis na sua juventude; ele faria parte até da “gangue do baseado”

Nos EUA, Murdoch ataca o “maconheiro Obama”
Nos EUA, Murdoch ataca o “maconheiro Obama” (Foto: Montagem/247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O magnata australiano Rupert Murdoch, maior empresário de mídia do mundo, é, sobretudo, um animal político. Nos Estados Unidos, ele fez campanha tão ostensiva contra Barack Obama nas eleições presidenciais de 2008, que o candidato democrata rotulou a Fox News, de Murdoch, como um “partido político”, não como um veículo de comunicação.

Naquela ocasião, Murdoch apoiava John McCain, que foi derrotado para Obama. Hoje, quatro anos depois, o empresário australiano apoia o também republicano Mitt Romney, que tem chances reais de derrotar Obama na disputa de novembro. Essa definição da mídia como organização política inspirou o deputado Fernando Ferro (PT/PE) a criar a expressão PIG – Partido da Imprensa Golpista – que se popularizou no blog do jornalista Paulo Henrique Amorim.

Pois, neste fim de semana, Murdoch, que vinha enfrentando sérios problemas na Inglaterra, onde se viu forçado a fechar o tabloide News of the World, resolveu atacar. Um de seus jornais, o “The Daily” publicou uma matéria sobre os hábitos de Barack Obama na juventude.

De acordo com o periódico, Obama era um inveterado maconheiro, que fazia até parte do que ele e seus amigos definiam como a “gangue do baseado”, no Havaí. A reportagem está ancorada numa nova biografia sobre Obama, que já havia admitido ter experimentado a cannabis sativa.

A tese, agora, é de que seus hábitos relacionados ao uso de drogas na juventude foram muito mais intensos. Leitores do The Daily, no entanto, não ficaram muito satisfeitos com a reportagem do jornal e a apontaram como uma prova de partidarização da mídia nos Estados Unidos (clique aqui e leia e a reportagem do jornal de Murdoch).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247