Obama sobre Cuba: “EUA não vão ficar presos ao passado”

Declaração foi feita pelo presidente dos Estados Unidos durante a Cúpula das Américas, no Panamá; ele deve ter um encontro com o presidente de Cuba ainda neste sábado; Raúl Castro disse que Obama está "isento" da culpa de seus antecessores; ontem, na abertura da cúpula, os dois protagonizaram um encontro histórico, depois de mais de cinco décadas de congelamento nas relações entre os dois países

Declaração foi feita pelo presidente dos Estados Unidos durante a Cúpula das Américas, no Panamá; ele deve ter um encontro com o presidente de Cuba ainda neste sábado; Raúl Castro disse que Obama está "isento" da culpa de seus antecessores; ontem, na abertura da cúpula, os dois protagonizaram um encontro histórico, depois de mais de cinco décadas de congelamento nas relações entre os dois países
Declaração foi feita pelo presidente dos Estados Unidos durante a Cúpula das Américas, no Panamá; ele deve ter um encontro com o presidente de Cuba ainda neste sábado; Raúl Castro disse que Obama está "isento" da culpa de seus antecessores; ontem, na abertura da cúpula, os dois protagonizaram um encontro histórico, depois de mais de cinco décadas de congelamento nas relações entre os dois países (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou neste sábado 11 durante a Cúpula das Américas, no Panamá, que seu país não ficará preso ao passado, em referência a Cuba. Para ele, as mudanças nas políticas entre os dois governos "abrem uma nova era no Hemisfério".

"Os EUA não ficarão presos ao passado. É a primeira vez, em mais de meio século, que serão restabelecidas formalmente as relações diplomáticas", disse Obama. Ele destacou ser histórico o fato de estar sentado numa mesma mesa com Raúl Castro.

Os dois presidentes protagonizaram um encontro histórico nesta sexta-feira 10, na abertura da Cúpula, depois de mais de cinco décadas de congelamento nas relações entre os dois países.

Ainda em seu discurso, o presidente dos Estados Unidos destacou que "nunca as relações com a América Latina foram tão boas" e propôs uma ajuda de US$ 1 bilhão aos países da América Central.

O presidente de Cuba celebrou o anúncio do presidente norte-americano de que ele vai decidir rapidamente sobre a presença de Cuba na lista americana de países que patrocinam o terrorismo, e prometeu diálogo respeitoso conforme os Estados Unidos buscam a aproximação. Raúl Castro disse que Obama está "isento" da culpa de seus antecessores em relação a Cuba.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247