ONU condena ataque a Bolsonaro e pede diálogo ao Brasil

O aumento do clima de tensão política após o ataque sofrido pelo candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), o Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos pediu "diálogo" ao Brasil; "Pedimos que quaisquer diferenças em opiniões políticas sejam resolvidas pelo diálogo, e não pela violência, em qualquer ambiente eleitoral. E o Brasil não é uma exceção", disse a porta-voz do Alto Comissariado da ONU, Ravina Shamdasan

ONU condena ataque a Bolsonaro e pede diálogo ao Brasil
ONU condena ataque a Bolsonaro e pede diálogo ao Brasil
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O aumento do clima de tensão política após o ataque sofrido pelo candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), o Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos pediu "diálogo" ao Brasil. "Pedimos que quaisquer diferenças em opiniões políticas sejam resolvidas pelo diálogo, e não pela violência, em qualquer ambiente eleitoral. E o Brasil não é uma exceção", disse a porta-voz do Alto Comissariado da ONU, Ravina Shamdasani.

"Soubemos do ataque ao candidato ontem (quinta-feira)", disse ela durante uma entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira (7_) em Genebra, na Suíça. "Entendemos que ele está se recuperando e nossos pensamentos estão com ele e sua família. Também entendemos que o incidente está sendo investigado", completou.

Bolsonaro sofreu uma agressão a faca nesta quinta-feira (6) durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG). O agressor, identificado como o servente de pedreiro Adélio Bispo Oliveira (40), foi preso em flagrante logo após o ataque.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email