ONU: pobres dos EUA estão se tornando mais indigentes sob o governo Trump

Relatório das Nações Unidas sobre pobreza e desigualdade nos EUA apontou que os americanos nascidos na pobreza têm mais probabilidade do que nunca de permanecer assim; "Os Estados Unidos, uma das nações mais ricas do mundo e a" terra das oportunidades ", estão rapidamente se tornando um defensor da desigualdade", diz o texto

ONU: pobres dos EUA estão se tornando mais indigentes sob o governo Trump
ONU: pobres dos EUA estão se tornando mais indigentes sob o governo Trump (Foto: Kevin Lamarque - Reuters)

247 - Relatório das Nações Unidas sobre pobreza e desigualdade nos EUA, apresentado na quinta-feira (28), apontou que os americanos nascidos na pobreza têm mais probabilidade do que nunca de permanecer assim. "Os Estados Unidos, uma das nações mais ricas do mundo e a" terra das oportunidades ", estão rapidamente se tornando um defensor da desigualdade", diz o texto.

Segundo o relatório, os EUA têm a maior taxa de mortalidade infantil de 20 países ricos (comparação da OPEP) e uma das maiores de pobreza infantil no mundo desenvolvido, com 21%. Também considerou taxas de obesidade, desigualdade de renda e taxas de encarceramento.

Ao criticar o relatório, o governo Donald Trump disse que que a organização deveria se concentrar na pobreza no terceiro mundo. "É patentemente ridículo que as Nações Unidas examinem a pobreza na América", afirmou a embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, em resposta a uma carta do Senador de Vermont, Bernie Sanders, e a outros 18 políticos pedindo aos EUA que "tomem medidas para reduzir os níveis vergonhosos da pobreza em todo o país".

A apresentação do relatório aconteceu dois dias depois de Haley anunciar que os EUA se retirariam do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Philip Alston, professor de direito e direitos humanos da Universidade de Nova York, liderou um estudo da ONU viajando pelos Estados Unidos. O grupo foi para Porto Rico e Washington, D.C. Alabama, Califórnia, Geórgia e Virgínia Ocidental também estavam entre os visitados. "A maioria dos americanos não se importa com isso. Eles compraram as idéias de grupos conservadores de que os pobres merecem o que estão recebendo", disse ele à CNN Alston.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247