ONU: Trump pode ser um “perigo” para o mundo

Alto funcionário de direitos humanos da Organização das Nações Unidas, Zeid Ra'ad al Hussein citou declarações do candidato à presidência dos Estados Unidos sobre usar tortura, proibido pelo direito internacional, como "profundamente inquietante e perturbador"; "Se Donald Trump é eleito com base no que ele já disse... eu acho que, sem sombra de dúvidas, ele seria perigoso do ponto de vista internacional", disse Zeid

Alto funcionário de direitos humanos da Organização das Nações Unidas, Zeid Ra'ad al Hussein citou declarações do candidato à presidência dos Estados Unidos sobre usar tortura, proibido pelo direito internacional, como "profundamente inquietante e perturbador"; "Se Donald Trump é eleito com base no que ele já disse... eu acho que, sem sombra de dúvidas, ele seria perigoso do ponto de vista internacional", disse Zeid
Alto funcionário de direitos humanos da Organização das Nações Unidas, Zeid Ra'ad al Hussein citou declarações do candidato à presidência dos Estados Unidos sobre usar tortura, proibido pelo direito internacional, como "profundamente inquietante e perturbador"; "Se Donald Trump é eleito com base no que ele já disse... eu acho que, sem sombra de dúvidas, ele seria perigoso do ponto de vista internacional", disse Zeid (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

GENEBRA (Reuters) - Se o candidato republicano Donald Trump é eleito presidente dos Estados Unidos, seria "perigoso do ponto de vista internacional", disse o alto funcionário de direitos humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quarta-feira.

Zeid Ra'ad al Hussein citou declarações do candidato sobre usar tortura, proibido pelo direito internacional, como "profundamente inquietante e perturbador".

"Se Donald Trump é eleito com base no que ele já disse... eu acho que, sem sombra de dúvidas, ele seria perigoso do ponto de vista internacional", disse Zeid, em uma entrevista coletiva em Genebra.

(Por Stephanie Nebehay)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email