Oposição denuncia Bolsonaro à ONU por veto à distribuição de absorventes

“Desumano e ultrajante”, afirma carta do PSOL a autoridades da ONU

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: ABr | Freepik)
Siga o Brasil 247 no Google News

Por Eduardo Barretto, Metrópoles - A bancada do PSOL na Câmara apresentou nesta quinta-feira (7/10) uma denúncia à Organização das Nações Unidas (ONU) contra Jair Bolsonaro, que vetou a distribuição de absorventes para mulheres em situação de vulnerabilidade social. A carta classificou os vetos do presidente de “desumanos” e “ultrajantes”.

Depois de usar todos os 15 dias de prazo para analisar o projeto de lei aprovado pelo Congresso no mês passado, o Planalto vetou o texto que buscava combater a pobreza menstrual. Agora, a palavra final será dos parlamentares, que decidirão se mantêm ou derrubam os vetos de Bolsonaro.

“Os vetos de Bolsonaro são desumanos. A falta de absorventes higiênicos leva garotas a perder aulas e a alternativas precárias e insalubres, que incluem o uso de papelão, sacolas plásticas e até pedaços de pão”, disse a carta assinada pela líder do PSOL na Casa, Talíria Petrone, com apoio do partido e de outras deputadas. “Até para os padrões mais baixos, é ultrajante”, seguiu o texto, que acusou Bolsonaro de violar compromissos internacionais e desmantelar políticas públicas para mulheres no Brasil.

PUBLICIDADE

Leia a íntegra no Metrópoles.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email