Os últimos dias de Bin Laden, em vídeo caseiro

Imagens divulgadas pela CIA mostram o terrorista em seu esconderijo no Paquisto; gravaesforam encontradas na manso onde Osama foi morto e indicam que ele faria novas ameaas aos EUA e ao mundo; assista

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Vídeos com gravações da vida cotidiana do terrorista Osama Bin Laden foram liberados para a imprensa hoje pela CIA, a agência de inteligência dos Estados Unidos. As imagens mostram o terrorista saudita em seu esconderijo em Abbottabad, cidade paquistanesa onde foi morto no domingo passado (01/05) por militares americanos, além de supostas propagandas da Al-Qaeda, segundo informações da agência Associated Press.


O material está entre as fontes de informações coletadas durante o ataque dos EUA ao esconderijo de Bin Laden e indicam que ele desempenhou um papel importante no planejamento e na direção dos ataques da al Qaeda e suas afiliadas no Iêmen e na Somália. Os filmes também demonstram aos EUA que comandantes da organização terrorista e outros líderes rebeldes estão espalhados pelo Paquistão, não só nas áreas fronteiriças, e recebem apoio e proteção de paquistaneses, segundo fontes.


Apesar de protestos do Paquistão, derrotar a al Qaeda e seus líderes continua sendo prioridade para os EUA. A ofensiva não será interrompida pelas queixas de Islamabad de que o ataque violou a soberania do país, disse ontem uma autoridade da Secretaria de Defesa norte-americana. Os comentários ressaltam a decisão dos EUA de perseguir os líderes terroristas no Paquistão, particularmente durante este período crítico da guerra do Afeganistão, enquanto o presidente norte-americano Barack Obama se movimenta para
cumprir sua promessa de começar a retirar as tropas dos EUA do país em julho.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email