Otan faz reunião de emergência após avião russo ser abatido

Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) convocou reunião extraordinária do Conselho do Atlântico Norte após um avião russo Su-24, ser derrubado pela Turquia, na Síria; aeronave foi abatida  na Síria, próximo à fronteira com a Turquia; turcos  afirmam que avião violou o espaço aéreo e iginorou os avisos de alerta antes de ser alvejado; Rússia afirma que não violou o espaço aéreo turco e a câmara alta do parlamento classificou o fato como uma "provocação internacional"

Otan - reunião de ministros de defesa e de relações exteriores
Otan - reunião de ministros de defesa e de relações exteriores (Foto: Paulo Emílio)

Agência Sputinik Brasil - A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) convocou hoje (24) uma reunião extraordinária do Conselho do Atlântico Norte, anunciou um representante da aliança. O motivo da reunião de emergência é a queda do avião russo Su-24, derrubado pela Turquia, na Síria. O Conselho do Atlântico Norte é a mais alta instância política da aliança e a reunião será com embaixadores da organização.

"A reunião do Conselho do Atlântico Norte será realizada nesta terça-feira, às 17h (14h, no horário de Brasília), a pedido da Turquia" – disse o porta-voz, destacando que "até o momento não foi previsto nenhum evento para a imprensa".

O avião russo Su-24 foi derrubado na manhã de hoje na Síria, próximo à fronteira com a Turquia. O lado turco afirma que a aeronave violou o espaço aéreo de seu país e que foi avisada antes de ser derrubada.

O Ministério da Defesa da Rússia, por sua vez, garantiu ter provas objetivas de que o avião não violou o espaço aéreo turco e realizava voo estritamente sobre o território sírio.

O caso foi tratado como uma "provocação internacional" pelo Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo). Enquanto isso, o Kremlin pediu para que não fossem feitas suposições prematuras antes de uma apuração mais completa dos fatos.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247