Pai de Assange defende Lula e Zanin e critica Lava Jato: “um zumbi que não quer morrer” (vídeo)

John Shipton fez questão de lembrar que a Lava Jato resultou no desmantelamento da Embraer e na entrega barata do pré-sal. "Lembro aos brasileiros que eles desmantelaram a Embraer, uma das mais sofisticadas fabricantes de aviões do mundo, e que também sequestraram o pré-sal"

Lula, Cristiano Zanin e John Shipton
Lula, Cristiano Zanin e John Shipton (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em depoimento feito ao DCM, o pai do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, John Shipton, criticou a força-tarefa da Lava Jato chamando-a de "zumbi" e saiu em defesa do ex-presidente Lula, perseguido pela operação, e do advogado de Lula Cristiano Zanin, alvo da Lava Jato nesta semana.

Shipton fez questão de lembrar que a Lava Jato resultou no desmantelamento da Embraer e na entrega barata do pré-sal e mandou forças a Lula e Zanin.

"Falo como pai de Julian Assange em solidariedade a Lula e Zanin. O escritório de Zanin foi invadido novamente hoje, confiscando-se materiais sob a suposta acusação da Lava Jato. A Lava Jato é um zumbi que não quer morrer. Esperamos pelo dia dos finados, quando estas acusações da Lava Jato serão finalmente colocadas em seu túmulo. Envio um abraço muito, muito apertado e sincero a Lula e Zanin e sua luta contra o Bolsonaro. Se eu pudesse descrever isso, trata-se do governo Bolsonaro e dos Estados Unidos no Brasil. Lembro aos brasileiros que eles desmantelaram a Embraer, uma das mais sofisticadas fabricantes de aviões do mundo e que também sequestraram o pré-sal. Esta consciência é realmente importante e vital para que o povo brasileiro resista e resista ao lado de Zanin e Lula", declarou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email