Países adotaram 'lockdown' muito antes da crise em seus sistemas de saúde

A Nova Zelândia, que adotou o bloqueio total, conseguiu eliminar todos os casos de coronavírus. A Itália, que entrou em confinamento após o surto de casos na Europa, tem cerca de 4,5 milhões de pessoas retornando ao trabalho no início deste mês de maio

Ciclista passa em frente à catedral de Milão, com ambientes públicos desertos por conta do coronavírus
Ciclista passa em frente à catedral de Milão, com ambientes públicos desertos por conta do coronavírus (Foto: REUTERS/Flavio Lo Scalzo)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Alguns países adotaram medidas mais drásticas para combater a pandemia do novo coronavírus, mesmo distantes de ver seus sistemas de saúde colapsarem. A Nova Zelândia, que conta com apenas 5 milhões de habitantes, adotou o “lockdown” (bloqueio total) rapidamente após o primeiro caso confirmado da Covid-19, em 28 de fevereiro, eliminando por completo a doença de seu território no dia 13 deste mês. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.  

Na Argentina, foi decretada a quarentena obrigatória no dia 20 de março. Vigiada pela polícia e pelo Exército, o texto da medida prevê penas de prisão de 1 a 15 anos, por atentado à saúde pública, para quem sair às ruas sem necessidade comprovada, acrescenta a reportagem.

A Itália foi o primeiro país a entrar inteiramente em confinamento após a China. Depois de 56 dias de quarentena total, cerca de 4,5 milhões de pessoas retornaram ao trabalho no início deste mês de maio. O índice de infecções e de mortes vem caindo no país.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247