Papa envia terço a Lula, preso político há 67 dias

O papa Francisco fez sua primeira manifestação explícita de apoio ao ex-presidente Lula; "O presidente recebeu o terço na sede da Polícia Federal em Curitiba", postou a equipe de Lula nas redes sociais, com uma foto de Claudio Kbene; há cerca de um mês, o pontífice condenou o golpe de maneira dura em uma missa no Vaticano; sem citar o Brasil ou o nome de Lula diretamente, fez uma descrição perfeita do que acontece no país

O papa Francisco fez sua primeira manifestação explícita de apoio ao ex-presidente Lula; "O presidente recebeu o terço na sede da Polícia Federal em Curitiba", postou a equipe de Lula nas redes sociais, com uma foto de Claudio Kbene; há cerca de um mês, o pontífice condenou o golpe de maneira dura em uma missa no Vaticano; sem citar o Brasil ou o nome de Lula diretamente, fez uma descrição perfeita do que acontece no país
O papa Francisco fez sua primeira manifestação explícita de apoio ao ex-presidente Lula; "O presidente recebeu o terço na sede da Polícia Federal em Curitiba", postou a equipe de Lula nas redes sociais, com uma foto de Claudio Kbene; há cerca de um mês, o pontífice condenou o golpe de maneira dura em uma missa no Vaticano; sem citar o Brasil ou o nome de Lula diretamente, fez uma descrição perfeita do que acontece no país (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O papa Francisco fez sua primeira manifestação explícita de apoio ao ex-presidente Lula, mantido como preso político há 67 dias. "O papa Francisco enviou um rosário ao presidente Lula, preso político há 67 dias. O presidente recebeu o terço na sede da Polícia Federal em Curitiba", postou a equipe de Lula nas redes sociais, com uma foto de Claudio Kbene. 

Para Mauro Lopes, editor do 247 e criador do site teológico Caminho Pra Casa, Lula "é o maior líder político católico da história brasileira". Ele explicou que "os católicos que odeiam Lula e fazem campanha contra ele o fazem não por serem católicos, mas por serem de direita".

No dia 17 de maio, na missa em Santa Marta, que o papa preside sempre que está no Vaticano, o pontífice condenou o golpe de maneira dura. Sem citar o Brasil ou o nome de Lula diretamente, fez uma descrição perfeita do que acontece no país:

"Criam-se condições obscuras para condenar uma pessoa. A mídia começa a falar mal das pessoas, dos dirigentes, e com a calúnia e a difamação essas pessoas ficam manchadas. Depois chega a Justiça, as condena, e no final, se faz um golpe de Estado", afirmou na ocasião.

A declaração do Papa aconteceu logo depois de um encontro com uma delegação de jovens brasileiros que foram a Roma para o encontro das Scholas Ocurrentes, um projeto de educação de Francisco.

O terço é um instrumento de oração e meditação de católicos usado há 800 anos e se compõe de uma sucessão de 10 Aves-Marias entremeadas por um Pai Nosso e uma invocação à Trindade.

As comunidades eclesiais de base da Igreja foram decisivas para a formação do PT nos anos 1970/80 e o teólogo Leonardo Boff e Frei Betto são os principais conselheiros espirituais de Lula.

Nota da redação: o serviço de notícias Vatican News contestou esta informação, tratando Grabois como ex-consultor do papa, mas depois corrigiu sua informação e passou a mencioná-lo como consultor. Postagens do Vatican News foram também deletadas de suas redes sociais (saiba mais aqui).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247