Papa Francisco defende leis para união civil entre casais do mesmo sexo

O papa Francisco defendeu a criação de leis que legalizem a união civil entre pessoas do mesmo sexo. “O que temos que criar é uma lei de união civil. Dessa forma, eles estarão legalmente cobertos. Eu defendo isso”, diz o papa em documentário lançado nesta quarta, em Roma

Papa Francisco fala no Vaticano
Papa Francisco fala no Vaticano (Foto: Reuters/Yara Nardi)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O papa Francisco defendeu a criação de leis que legalizem a união civil entre pessoas do mesmo sexo. “O que temos que criar é uma lei de união civil. Dessa forma, eles [comunidade LGBT] estarão legalmente cobertos. Eu defendo isso”, disse o papa. A declaração, segundo a Agência de Notícias Católica, consta no documentário Francesco, que aborda a relação entre a Igreja Católica e a comunidade LGBT. O filme foi lançado nesta quarta-feira (21).

“Os homossexuais têm o direito de fazer parte da família. Eles são filhos de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deve ser expulso ou miserável por causa disso”, diz Francisco em outro trecho da película, de acordo com reportagem da revista Veja.

A fala do papa está sendo considerada um dos gestos mais fortes já feitos por ele na defesa dos direitos LGBTI desde o início de seu pontificado, em 2013.

A declaração representa uma mudança no posicionamento de Francisco sobre o tema. Apesar de já ter defendido o respeito aos gays no passado, ele já havia afirmado que a união entre pessoas do mesmo sexo não estava no “desenho de Deus”. Em 2010, ainda como arcebispo de Buenos Aires, ele também se opôs contra os esforços para legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país.

Inscreva-se na TV 247 e assista ao boletim sobre essa notícia:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247