Paquistão: identificada metade dos mortos em acidente de avião

Neste sbado, o governo paquistans proibiu o proprietrio da companhia area, Farooq Bhoja, de deixar o pas

Paquistão: identificada metade dos mortos em acidente de avião
Paquistão: identificada metade dos mortos em acidente de avião (Foto: Faisal Mahmood/REUTERS)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Agência Brasil – Médicos paquistaneses conseguiram identificar mais da metade dos mortos em um acidente de avião na capital do país, Islamabad. A aeronave, um Boeing 737 da empresa Bhoja Air, saiu nesta sexta-feira 20 de Karachi e caiu pouco antes de aterrissar no Aeroporto Benazir-Butto, chocando-se nas proximidades de Islamabad.

Responsáveis pela coordenação do apoio médico indicaram que já chegaram mais de uma centena de corpos de passeiros e tripulantes do avião ao centro de identificação. Os números oficiais indicam que havia 127 passageiros e tripulantes a bordo. “Não há sobreviventes e todos os que estavam a bordo morreram”, disse um médico.

Testemunhas disseram que, após a colisão no solo, o avião ficou envolto em chamas, mas, segundo as autoridades, a maioria dos corpos não está carbonizada e 73 pessoas já foram identificadas.

Neste sábado 21, o governo paquistanês proibiu o proprietário da companhia aérea, Farooq Bhoja, de deixar o país. Segundo o ministro do Interior, Rehman Malik, Bhoja só poderá sair do Paquistão com autorização prévia do governo.

As causas do acidente aéreo ainda são desconhecidas, mas Malik disse supor que o avião pode ter sido afetado por um raio. Pouco antes do choque, o contato por rádio com a torre de controle foi interrompido. Até agora, 54 corpos foram entregues aos parentes.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email