Para enfrentar bloqueio, Venezuela cria Centro Internacional de Investimentos

A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, anunciou a criação do Centro Internacional de Investimentos, a partir da aprovação da Lei Antibloqueio. O objetivo da lei, além de garantir os direitos humanos da população, é proteger os grandes investimentos produtivos

Delcy Rodríguez, vice-presidente da Venezuela
Delcy Rodríguez, vice-presidente da Venezuela (Foto: AVN)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Venezuela anunciou a criação de um Centro para atrair investimentos internacionais, com base na Lei Antibloqueio recentemente aprovada. O Centro abrigará projetos de investimentos em setores importantes como petróleo, mineração e gás.

A vice-presidente executiva da Venezuela, Delcy Rodríguez, deu explicações nesta terça-feira (13) sobre o Centro Internacional, que viabilizará projetos de investimento estrangeiro, promovidos pela Lei Antibloqueio recentemente aprovada pela Assembleia Nacional Constituinte.

Durante videoconferência com o Corpo Diplomático credenciado no país para conhecer detalhes da Lei Antibloqueio, a vice-presidente disse que o Centro Internacional foi ideia do presidente Nicolás Maduro para proteger os investimentos produtivos em grande escala.

Com o respaldo da Lei Antibloqueio, o Centro abrigará projetos de investimento internacional em setores importantes como petróleo, mineração, gás, agricultura, turismo e outros com grande potencial no país sul-americano.

A vice-presidente do país assegurou que o centro funcionará "sob novas formas de associação e formas especiais de proteção da informação para proteger quem vier a investir na Venezuela", ao mesmo tempo que explica que terá um observatório de sanções nos Estados Unidos. 

“O Centro Internacional terá um observatório de medidas coercitivas unilaterais onde o país poderá conhecer cada sanção ilícita dos EUA e seu impacto”, com o objetivo de que tal ação proteja a população de seus efeitos negativos.

Rodríguez reiterou que a Venezuela enfrenta uma situação especial, por isso ativou uma ofensiva econômica com a Lei Constitucional Antibloqueio, que busca conter todas as agressões dos Estados Unidos. 

Acrescentou que visa garantir os direitos humanos do povo venezuelano, protegendo os investimentos do país e os ativos nacionais e internacionais. "Já demos provas suficientes de que a Venezuela não se renderá", disse ela, informa a Telesul.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247