Petição por novo referendo está sendo investigada

Com pouco mais de 3,7 milhões de assinaturas, a petição que demanda a convocação de um novo referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, está sendo investigada; Parlamento britânico confirmou que monitora de perto o processo, e o comitê que analisa essas petições já anulou 77 mil assinaturas de pessoas que não possuem cidadania britânica e/ou de habitantes com Islândia, Ilhas Cayman, Tunísia e até do Vaticano

Bandeiras da Grã-Bretanha e União Europeia vistas em Londres. 19/06/2016 REUTERS/Neil Hall
Bandeiras da Grã-Bretanha e União Europeia vistas em Londres. 19/06/2016 REUTERS/Neil Hall (Foto: Aquiles Lins)

Infomoney - Com pouco mais de 3,7 milhões de assinaturas, a petição que demanda a convocação de um novo referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, está sendo investigada. De acordo com notícia do jornal O Globo, o Parlamento britânico confirmou que monitora de perto o processo, e o comitê que analisa essas petições já anulou 77 mil assinaturas suspeitas de fraude.

Os problemas são tão óbvios quanto assinaturas de pessoas que não possuem cidadania britânica nem são residentes do Reino Unido. Há registro de assinaturas de habitantes de países como Islândia, Ilhas Cayman, Tunísia e o mais estranho, 39 mil oriundas do Vaticano, estado com uma população de apenas 800 pessoas.

A proposta da petição é fazer com que qualquer referendo com menos de 60% dos votos e 75% de comparecimento nas urnas seja realizado novamente. O resultado de sexta-feira foi uma vitória do "Brexit" por 52% dos votos, contra 48% da permanência uma taxa de comparecimento de 72%.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247