Policiais atiram várias vezes em homem negro em pleno dia e protestos voltam nos EUA (VÍDEO)

Após um homem negro virar alvo de disparos de policiais na cidade de Kenosha, no estado de Wisconsin, centro-oeste dos Estados Unidos, no domingo (23), multidões se reuniram para protestar ainda no mesmo dia. A vítima, Jacob Blake, não apresentou qualquer ameaça aos agentes e está internado em estado grave

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Policiais de Kenosha, no estado de Wisconsin, centro-oeste dos Estados Unidos, atiraram várias vezes nas costas de um homem negro por volta das 17 horas (horário local) deste domingo (23), enquanto apuravam um "incidente doméstico" na região. Jacob Blake, vítima do caso, está internado em estado grave. O episódio eclodiu novos protestos nos EUA, que tiveram início ainda mesmo dia. A informação é do portal G1.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra Blake sendo levado até um carro enquanto é seguido por dois policiais armados. Um homem abre a porta do veículo e os agentes de segurança começam a atirar na vítima, que por sua vez não apresentou qualquer ameaça. Uma mulher que estava ao lado do veículo entrou em desespero, acrescenta a reportagem.

Ainda em Wisconsin, na cidade de Kenosha, multidões se reuniram para protestar de forma semelhante ao episódio de revolta popular após a polícia de Minneapolis, Minnesota, matar asfixiado o homem negro George Floyd, no dia 25 e maio deste ano. O Departamento de Polícia de Kenosha não deu qualquer justificativa para o ataque, que ainda será investigado pelo Departamento de Justiça do estado.

Confira o vídeo:


O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email