Premiê da Espanha dissolve governo da Catalunha

Depois de uma semana de troca de ameaças, o primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, anunciou na manhã deste sábado, em reunião extraordinária com seus ministros, que vai demitir todo o governo regional da Catalunha; se tiver aval do Senado (onde o pacote de medidas hoje adotadas será votado na próxima sexta-feira), Madri pretende demitir o presidente da Generalitat, Carles Puigdemont, o seu vice-presidente e todos os conselheiros que integram o governo autônomo

Premiê da Espanha dissolve governo da Catalunha
Premiê da Espanha dissolve governo da Catalunha

247 - O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, anunciou na manhã deste sábado, em reunião extraordinária com seus ministros, que vai demitir todo o governo regional da Catalunha. Medida acontece após a região avançar com um referendo independentista considerado ilegal por Madri.

A Espanha justifica a aplicação da Constituição para assumir o controle da Catalunha, uma vez que considera que as decisões do governo autônomo regional “atentam gravemente” contra o interesse geral do país. 

O Senado espanhol precisa autorizar a medida.

Mariano Rajoy anunciou que, se o Senado assim o autorizar, o Governo espanhol assumirá o poder para dissolver o parlamento catalão. Madri terá depois seis meses para convocar  eleições autônomas antecipadas.

Da mesma forma, e assim que tiver aval do Senado (onde o pacote de medidas hoje adotadas será votado na próxima sexta-feira), Madri pretende demitir o presidente da Generalitat, Carles Puigdemont, o seu vice-presidente e todos os conselheiros que integram o governo autônomo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247