Premiê defende que gregos votem não em referendo

Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, pediu que os gregos votem pelo "não" no referendo de domingo sobre o pacote de resgate oferecido pelos credores, e afastou as especulações de que ele estaria voltando atrás em relação ao plano sob pressão cada vez maior; Tsipras disse aos gregos que o "não" no referendo não equivale à rejeição da Europa ou do euro, e que em vez disso aumenta a pressão sobre os credores para que deem ao país um acordo economicamente viável 

Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, durante sessão parlamentar, em Atenas. 27/06/2015 REUTERS/Alkis Konstantinidis
Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, durante sessão parlamentar, em Atenas. 27/06/2015 REUTERS/Alkis Konstantinidis (Foto: Paulo Emílio)

Reuters - O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, pediu que os gregos votem pelo "não" no referendo de domingo sobre o pacote de resgate oferecido pelos credores, em um discurso desafiador que afastou especulações de que ele estaria voltando atrás em relação ao plano sob pressão cada vez maior.

Em discurso transmitido pela TV ao país, Tsipras disse aos gregos que o "não" no referendo não equivale à rejeição da Europa ou do euro, e que em vez disso aumenta a pressão sobre os credores para que deem ao país um acordo economicamente viável e que leve a Grécia de volta aos mercados internacionais.

O referendo grego, convocado para consulta sobre os termos do acordo de resgate com credores internacionais, será realizado como planejado no domingo e as negociações com os credores devem continuar após a votação.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247