Presidente da Argentina envia proposta de legalização do aborto ao Congresso

Alberto Fernández disse que “a legalização do aborto salva a vida de mulheres e preserva suas capacidades reprodutivas, muitas vezes afetadas por esses abortos inseguros"

Presidente da Argentina, Alberto Fernández
Presidente da Argentina, Alberto Fernández (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Presidente da Argentina, Alberto Fernández anunciou nesta terça-feira, 17, que enviou ao Congresso um projeto de lei para a legalização do aborto no país. 

Em vídeo publicado nas redes sociais, ele afirmou que a proposta inclui a obrigatoriedade de que a interrupção voluntária da gravidez ocorra dentro do sistema de saúde.

"A legalização do aborto salva a vida de mulheres e preserva suas capacidades reprodutivas, muitas vezes afetadas por esses abortos inseguros", disse Fernández.

Fernández também mandou aos congressistas um projeto que estabelece uma campanha de 1 mil dias para garantir o cuidado da saúde das mulheres grávidas e de seus filhos nos primeiros anos de vida.

"Minha convicção é de que o Estado acompanhe todas as pessoas gestantes em seu projeto de maternidade. Mas também é responsabilidade do Estado cuidar da vida e da saúde daquelas que decidirem interromper a gravidez", afirmou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247