Presidente interino do Egito dissolve Parlamento

Nomeado depois que o Exército depôs o presidente Mohamed Mursi, Adli Mansour anunciou nesta sexta-feira a dissolução do Parlamento por meio de um decreto; apenas o Senado havia permanecido ativo depois que a Câmara havia sido dissolvida pelas autoridades militares logo após a eleição de Mursi há um ano

Presidente interino do Egito dissolve Parlamento
Presidente interino do Egito dissolve Parlamento (Foto: AMR ABDALLAH DALSH)

CAIRO, 5 Jul (Reuters) - O chefe de Estado interino do Egito, nomeado depois que o Exército depôs o presidente Mohamed Mursi, dissolveu o Parlamento por meio de um decreto nesta sexta-feira, informou a televisão estatal.

Apenas o Senado, o Conselho Shura, havia permanecido ativo depois que a Câmara havia sido dissolvida pelas autoridades militares logo após a eleição de Mursi há um ano.

A TV estatal também disse que Adli Mansour, o chefe da Corte Constitucional empossado como chefe de Estado na quinta-feira, nomeou Mohamed Ahmed Farid para comandar a Inteligência.

Farid substitui Mohamed Raafat Shehata, apontado por Mursi, que se torna conselheiro de segurança nacional de Mansour.

(Reportagem de Tom Perry)

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247