Presidente mexicano anuncia prisão de El Chapo

Traficante mais procurado pelos Estados Unidos, o mexicano Joaquín Guzmán Loera, conhecido como El Chapo, foi capturado pela polícia mexicana; informação foi pelo presidente do México, Enrique Peña Nieto, que afirmou em seu Twitter, que o criminoso está sob custódia das autoridades; El Chapo fora detido originalmente em fevereiro de 2014, naquele que foi considerado o maior golpe contra o narcotráfico no México em uma década

Traficante mais procurado pelos Estados Unidos, o mexicano Joaquín Guzmán Loera, conhecido como El Chapo, foi capturado pela polícia mexicana; informação foi pelo presidente do México, Enrique Peña Nieto, que afirmou em seu Twitter, que o criminoso está sob custódia das autoridades; El Chapo fora detido originalmente em fevereiro de 2014, naquele que foi considerado o maior golpe contra o narcotráfico no México em uma década
Traficante mais procurado pelos Estados Unidos, o mexicano Joaquín Guzmán Loera, conhecido como El Chapo, foi capturado pela polícia mexicana; informação foi pelo presidente do México, Enrique Peña Nieto, que afirmou em seu Twitter, que o criminoso está sob custódia das autoridades; El Chapo fora detido originalmente em fevereiro de 2014, naquele que foi considerado o maior golpe contra o narcotráfico no México em uma década (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O mexicano Joaquín Guzmán Loera, conhecido como El Chapo, o traficante mais procurado pelos Estados Unidos, foi capturado pela polícia mexicana.

Informação foi pelo presidente do México, Enrique Peña Nieto. Através de seu Twitter, ele informou que o criminoso está sob custódia das autoridades.

El Chapo fora detido originalmente em fevereiro de 2014, naquele que foi considerado o maior golpe contra o narcotráfico no México em uma década.

Mas em julho de 2015, ele fugiu através de um sofisticado túnel construído por seus funcionários, que dava numa área de obras. Várias autoridades do sistema carcerário foram exoneradas e presas por suposta colaboração na fuga.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247