Presidente turco é contra adesão de Finlândia e Suécia à OTAN: abrigam 'organizações terroristas'

A oposição turca pode representar um problema para a Suécia e a Finlândia, pois os países candidatos a membros da aliança militar precisam de um acordo unânime entre seus membros

www.brasil247.com - Tayyip Erdogan
Tayyip Erdogan (Foto: Umit Bektas/Reuters)


Agência Sputnik - O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, "jogou um balde de água fria" nas pretensões finlandesas e suecas de aderir à Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

Nesta sexta-feira (13), o presidente turco declarou que não é possível para a Turquia, membro da OTAN, apoiar os planos da Suécia e da Finlândia de aderir ao pacto. Segundo ele, os países nórdicos são "lar de muitas organizações terroristas".

A oposição turca pode representar um problema para a Suécia e a Finlândia, pois os países candidatos a membros da aliança militar precisam de um acordo unânime entre seus membros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Turquia criticou repetidamente a Suécia e outros países da Europa Ocidental por abrigarem organizações consideradas terroristas por Ancara, incluindo os grupos militantes curdos PKK e YPG, e seguidores do clérigo islâmico Fethullah Gulen, que vive nos EUA.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a Reuters, Ancara diz que os gulenistas realizaram uma tentativa de golpe na Turquia em 2016.

"Estamos acompanhando os desenvolvimentos em relação à Suécia e Finlândia, mas não temos visões positivas", disse Erdogan a repórteres em Istambul, acrescentando que foi um erro da OTAN aceitar a Grécia como membro no passado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Não queremos repetir erros. Além disso, os países escandinavos são alojamentos para organizações terroristas", disse Erdogan.

Na quinta-feira (12), Moscou classificou o anúncio de Finlândia e Suécia de "hostil" e disse que o ingresso dos países nórdicos na aliança militar poderia desencadear uma retaliação.

"O lado russo sublinhou por diversas vezes que a escolha dos caminhos para garantir a sua segurança nacional está nas mãos das autoridades e do povo da Finlândia. Porém Helsinque deve ter consciência da responsabilidade e das consequências de tal passo. A adesão finlandesa à OTAN causará danos graves às relações bilaterais russo-finlandesas, à manutenção da estabilidade e segurança na região norte da Europa", diz um comunicado da chancelaria russa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A OTAN, ao insistir no ingresso da Finlândia na aliança, quer continuar a expansão do bloco até as fronteiras russas e criar novo flanco de ameaça militar a Moscou, ressaltou a pasta.

A entrada da nação escandinava no bloco violará ainda compromissos internacionais assumidos pela Finlândia, declarou o ministério russo, em particular o Tratado de Paris de 1947, que prevê que uma parte não deve fechar alianças nem participar de coalizões orientadas contra a outra.

Além disso, a entidade russa mencionou um Tratado de 1992 entre Moscou e Helsinque sobre os fundamentos das relações. "Aliás, dada a atual atitude indiferente do Ocidente em relação ao direito internacional, tal comportamento virou norma", concluiu a chancelaria russa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email