Príncipe e Bin Laden Group farão torre mais alta do mundo

Saudita Alwaleed bin Talal e empresa de pai de Osama investiro US$ 1,23 bilho em complexo turstico de mais de mil metros em cidade porturia no Mar Vermelho

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 com agências internacionais - O bilionário saudita príncipe Alwaleed bin Talal e o Bin Laden Group (empresa saudita de construção fundada pelo pai de Osama bin Laden) vão construir a torre mais alta do mundo. O edifício será feito na cidade portuária de Jeddah, no Mar Vermelho, num projeto da ordem de US$ 1,23 bilhão. A torre proposta terá mais de 1.000 metros de altura e demorará mais de cinco anos para ser concluída. "A construção desta torre em Jedá envia uma mensagem econômica e financeira que não deve ser ignorada", disse Alwaleed a repórteres. "Tem uma profundidade política nisso de dizer ao mundo que nós sauditas investimentos em nosso país."

Segundo o site oficial da bolsa da Arábia Saudita, a torre terá hotel, serviço de apartamentos, condomínios de luxo e gabinetes, que ocuparão 500 mil metros quadrados. O nome do complexo turístico evoca a realeza e tem nome inglês: Kingdom Tower. Ela será desenhada pelo escritório de arquitetura norte-americano Adrian Smith + Gordon Gill. Se concluída, a torre baterá o recorde da Burj Khalifa de Dubai, que tem 828 metros, como a mais alta do mundo. Ela foi construída pela Emaar Properties pelo total de US$ 1,5 bilhão.

Fundado em 1931, o Bin Laden Group é um conglomerado empresarial que opera na indústria da construção, tendo sede em Jeddah, onde será edificado o monumento de mil metros. A multinacional está representada na maioria das cidades sauditas e noutras cidades como Londres, Cairo e Beirute. A empresa da família de Osama bin Laden se distanciou do ex-líder da Al-Qaeda nos anos 1990.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email