CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mundo

Protestos suspendem demolição do Muro de Berlim

O plano do governo da Alemanha para demolir uma das poucas partes remanescentes do Muro de Berlim foi suspenso temporariamente em meio a uma onda de protestos contra a destruição; parte do muro, coberta de murais, seria derrubada para a construção de imóveis de luxo

Protestos suspendem demolição do Muro de Berlim
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O controvertido plano do governo da Alemanha para demolir uma das poucas partes remanescentes do Muro de Berlim foi suspenso temporariamente em meio a uma onda de protestos contra a destruição. A parte do muro tem  22 metros e está coberta de murais e grafites. Com mais de 66 quilômetros, o muro era o símbolo da divisão da Alemanha em Oriental (socialista) e Ocidental (capitalista) e foi construído na década de 1960.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Pelo plano de demolição, a parte do muro deveria ser demolida para a construção de um conjunto de apartamentos de luxo perto da linha que separava os lados oriental e ocidental de Berlim durante a Guerra Fria – período que compreende o fim da Segunda Guerra Mundial (1945) e o fim da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (1995).

A empresa construtora dos apartamentos informou que está suspensa temporariamente a demolição e que está aberta à negociação em busca de um acordo. Antes da decisão da empresa, houve protestos. Manifestantes lideraram passeatas em defesa da manutenção da parte do muro que pode ser demolida.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

*Com informações da BBC Brasil

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247,apoie por Pix,inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando os comentários...
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO