Putin anuncia dia de luto nacional na segunda-feira após queda de avião

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, também prometeu que as causas do acidente serão escrupulosamente investigadas e que as autoridades farão todo o possível para ajudar as famílias das vítimas; o premiê russo, Dmitri Medvedev, também prometeu prestar "assistência a todos afetados pela tragédia do Tu-154"

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, também prometeu que as causas do acidente serão escrupulosamente investigadas e que as autoridades farão todo o possível para ajudar as famílias das vítimas; o premiê russo, Dmitri Medvedev, também prometeu prestar "assistência a todos afetados pela tragédia do Tu-154"
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, também prometeu que as causas do acidente serão escrupulosamente investigadas e que as autoridades farão todo o possível para ajudar as famílias das vítimas; o premiê russo, Dmitri Medvedev, também prometeu prestar "assistência a todos afetados pela tragédia do Tu-154" (Foto: Gisele Federicce)

Sputnik Brasil - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou dia de luto nacional nesta segunda-feira 26 em homenagem às vítimas do acidente aéreo com um avião militar russo que viajava rumo a Síria e caiu no Mar Negro na manhã deste domingo com 92 pessoas a bordo. Não há sobreviventes.

Putin também prometeu que as causas do acidente serão escrupulosamente investigadas e que as autoridades farão todo o possível para ajudar as famílias das vítimas.

O avião levava um coral de militares russos, com cerca de 60 integrantes, e jornalistas para um evento de ano novo na Síria.

O premiê russo, Dmitri Medvedev, também prometeu prestar "assistência a todos afetados pela tragédia do Tu-154". Ele expressou seu pesar às famílias, amigos e colegas das vítimas do acidente.

"Esta tragédia terrível levou as vidas de pessoas repletas de forças e planos. Entre os que morreram estão jornalistas, militares e os músicos do conhecido Ensamble Aleksandrov. Eles foram para a Síria com uma missão de bondade e paz. É impossível aceitar esta perda, ela é irreparável. Hoje, milhões de pessoas partilham a mesma dor", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247