Putin bate recorde de popularidade em meio à crise na Ucrânia

Política do presidente russo tem a aprovação de 69% da população (mais de dois em cada três russos), segundo estudo realizado no fim de fevereiro pelo Centro Levada; outra pesquisa, feita pelo instituto VTsIOM, próximo do poder, aponta a popularidade de Vladimir Putin em 68%

Russian President Vladimir Putin visits USA House in the Olympic Village during the 2014 Sochi Olympic Games, February 14, 2014. REUTERS/Marianna Massey/Pool (RUSSIA - Tags: SPORT OLYMPICS POLITICS)
Russian President Vladimir Putin visits USA House in the Olympic Village during the 2014 Sochi Olympic Games, February 14, 2014. REUTERS/Marianna Massey/Pool (RUSSIA - Tags: SPORT OLYMPICS POLITICS) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A intervenção na Ucrânia rendeu ao presidente russo, Vladimir Putin, boa parte de seu recorde de popularidade desde que foi reeleito, em maio de 2012. A análise tem como base dados divulgados por institutos de pesquisa do país.

A política de Putin tem a aprovação de 69% da população (mais de dois em cada três russos), segundo um estudo realizado no fim de fevereiro pelo independente Centro Levada. O número é 9% maior do que o registrado em fevereiro do ano passado. Apenas 30% desaprovam a atividade do presidente, segundo o mesmo levantamento.

Outra pesquisa, feita pelo instituto VTsIOM, próximo do poder, aponta a popularidade de Vladimir Putin em 68%. Para 53% dos entrevistados, a crise da Ucrânia é "a principal notícia atual".

"Putin explora com sucesso os hábitos do paternalismo, os russos têm confiança na sua interpretação dos acontecimentos na Rússia e no exterior", afirmou à agência AFP o sociólogo Alexei Levinson, do centro Levada.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email